Sobre as eleições na Holanda...



Foto de Ricardo Sousa Menezes.
(Fotografia tirada por mim em Amesterdão)


Considerando a sua agenda anti-islâmica, nacionalista e isolacionista, Wilders pode ser visto como um pioneiro do "trumpismo", os nacionalistas e os populistas forçaram a Europa a debater a identidade, a tradição e a cultura e os governos nacionais e os líderes europeus ignoraram isso até agora.

Mas, o futuro da Europa encontra-se na sua identidade, em vez de ficarem envergonhados ou receosos, aqueles entre nós que não concordam com as respostas dos populistas, devem ter a coragem de entrar neste debate.


E tenho a certeza que este tipo de debate se irá alargar por toda a Europa Continental até, quiçá, à destruição do "sonho de uma Europa Unida".

Comentários

  1. Desde que Trump foi eleito, o populismo parece ter reaparecido com mais força. Pelo que entendo num governo populista deverá haver representatividade das classes não elitistas. O governo de Trump é formado por bilionários...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hallo Catarina. Desculpa mais o meu escrever português não é muito bom. Tudo mundo diz que o governo doTRUMP é só para os milionários. Eu nunca vi um governo para os pobres que não são ricos. OBAMA. BUSCH. CLINTON. BLAIR. MERKEL. CAVACO SILVA. MARIO SOARES. PUTIN..ECT

      Eliminar
  2. Daqui a meia dúzia de horas, o susto já passou. Que é como quem diz que a extrema direita fica apeada do poder.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  3. Nada de euforias.
    Dia 23 de Abril chega um teste bem mais sério.
    E Marine Le Pen está a crescer e é bem mais perigosa que Geert Wilders.
    Aquele abraço

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Dixit...

Mensagens populares deste blogue

CARTA ABERTA AO JEROEN DIJLESBOING (ou lá como é...)

Crónica de uma morte anunciada...