Sobre as eleições na Holanda...



Foto de Ricardo Sousa Menezes.
(Fotografia tirada por mim em Amesterdão)


Considerando a sua agenda anti-islâmica, nacionalista e isolacionista, Wilders pode ser visto como um pioneiro do "trumpismo", os nacionalistas e os populistas forçaram a Europa a debater a identidade, a tradição e a cultura e os governos nacionais e os líderes europeus ignoraram isso até agora.

Mas, o futuro da Europa encontra-se na sua identidade, em vez de ficarem envergonhados ou receosos, aqueles entre nós que não concordam com as respostas dos populistas, devem ter a coragem de entrar neste debate.


E tenho a certeza que este tipo de debate se irá alargar por toda a Europa Continental até, quiçá, à destruição do "sonho de uma Europa Unida".

Comentários

  1. Desde que Trump foi eleito, o populismo parece ter reaparecido com mais força. Pelo que entendo num governo populista deverá haver representatividade das classes não elitistas. O governo de Trump é formado por bilionários...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hallo Catarina. Desculpa mais o meu escrever português não é muito bom. Tudo mundo diz que o governo doTRUMP é só para os milionários. Eu nunca vi um governo para os pobres que não são ricos. OBAMA. BUSCH. CLINTON. BLAIR. MERKEL. CAVACO SILVA. MARIO SOARES. PUTIN..ECT

      Eliminar
  2. Daqui a meia dúzia de horas, o susto já passou. Que é como quem diz que a extrema direita fica apeada do poder.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  3. Nada de euforias.
    Dia 23 de Abril chega um teste bem mais sério.
    E Marine Le Pen está a crescer e é bem mais perigosa que Geert Wilders.
    Aquele abraço

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Dixit...