Mensagens

O Tejo e eu...

Imagem
(Fotos tiradas por mim tendo o Rio Tejo como principal protagonista)

Liberdade
Ai que prazer  Não cumprir um dever,  Ter um livro para ler  E não fazer!  Ler é maçada,  Estudar é nada.  Sol doira  Sem literatura  O rio corre, bem ou mal,  Sem edição original.  E a brisa, essa,  De tão naturalmente matinal,  Como o tempo não tem pressa... 
Livros são papéis pintados com tinta.  Estudar é uma coisa em que está indistinta  A distinção entre nada e coisa nenhuma. 
Quanto é melhor, quanto há bruma,  Esperar por D.Sebastião,  Quer venha ou não! 
Grande é a poesia, a bondade e as danças...  Mas o melhor do mundo são as crianças, 
Flores, música, o luar, e o sol, que peca  Só quando, em vez de criar, seca. 
Mais que isto  É Jesus Cristo,  Que não sabia nada de finanças  Nem consta que tivesse biblioteca... 
Fernando Pessoa, in "Cancioneiro" 



Há que aproveitar as coisas belas da vida enquanto por cá andamos...

A importância de um abraço...

Imagem
(Abraço entre a minha mulher e a minha filha mais velha)



«Dá-me um abraço que seja forte
E me conforte a cada canto
Não digas nada que o nada é tanto
E eu não me importo(...)
É nesse abraço que eu descanso
Esse espaço que me sossega
E quando possas dá-me outro abraço
Só um não chega...»
 Miguel Gameiro

Com a morte do meu sogro a minha mulher tem andado com uma tristeza que exige, de todos nós, uma atenção redobrada e cá nós vamos lutando para tornar a vida mais "leve" para esta miúda que tanto merece...(uns dias, mais do que outros, vamos conseguindo)!

Boa semana para todos!!! 

Nascer Todas as Manhãs...

Imagem
(Hoje o acordar do dia visto da minha casa)




«Apesar da idade, não me acostumar à vida. Vivê-la até ao derradeiro suspiro de credo na boca. Sempre pela primeira vez, com a mesma apetência, o mesmo espanto, a mesma aflição. Não consentir que ela se banalize nos sentidos e no entendimento. Esquecer em cada poente o do dia anterior. Saborear os frutos do quotidiano sem ter o gosto deles na memória. Nascer todas as manhãs.» 
Miguel Torga, in "Diário (1982)" 

Há que renascer todos os dias, mesmo quando não nos apetece...

Passeios pela ilha...

Imagem
"Abdica e sê Rei de ti mesmo" Ricardo Reis
Bom dia e boas viagens!!!

Porque a vida é mais que um Panteão..

Imagem
«Deus concedeu-nos o dom de viver; compete-nos a nós viver bem.»
Voltaire


(Savoy Calheta - Madeira) (Fotos tiradas por mim no passado sábado ao final da tarde)


Boa semana para todos(as)...

Crónica de uma morte anunciada...

Em Portugal, sacrifica-se tudo ao fogo: homens e mulheres, animais, diversidade ambiental, e, sobretudo, queima-se o futuro. Já não há explicações, nem relatórios, que extingam o fogo que consumiu o país e, sobretudo, a sua (nossa) alma.
Era previsível o que aconteceu nestes dias, bastava ler o relatório do IPMA, dos primeiros dias de Outubro, para perceber o barril de pólvora em que estávamos metidos (81% do território estava em seca severa e 7,4% em seca extrema).
Podem agora buscar-se culpados, perguntar-se pelas conclusões do relatório de Pedrógão Grande, mas isso não resolve o essencial.
Quando o pinhal de Leiria arde, só sobra uma questão: como é possível tanta incúria, desorganização e incompetência?
O calor e o vento não explicam tudo.
No meio da terra queimada (e da política que a permitiu há décadas), só resta uma solução, criar uma política de prevenção séria, corpos profissionais de sapadores e bombeiros e uma estrutura única de comando, agora que a MAI foi para férias (d…