Avançar para o conteúdo principal

Cão de sorte...

O "Scott" - foi assim que as minhas filhas o baptizaram - foi abandonado num terreno em frente à minha casa, abriram a porta de um carro e jogaram-no para lá, as minhas filhas e a nossa empregada doméstica viram e recolheram o pequeno "Scott".

O Scott é meigo, carente, obediente e, acima de tudo, agradecido pela sorte que teve em vir parar às nossas vidas, agora jamais será abandonado, será um dos nossos como se estivesse connosco desde sempre.

Que Deus nos ajude...  

Foto de Ricardo Sousa Menezes.

«Os cães realmente falam, mas só àqueles que sabem ouvi-los.»

Orhan Pamuk

Comentários

  1. Parabéns pela vossa acção, Ricardo.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  2. Excelente gesto o da vossa família, Ricardo.
    Que ficou agora mais enriquecida.
    Quem abandonou o animal devia ser severamente punido.
    Fdp!!
    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  3. O Scott acabou por ter muita sorte
    achei lindo o que fizeram.
    um beijinho

    ResponderEliminar
  4. That is great! Scott will bring your family Joy that will last a lifetime!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Dixit...

Mensagens populares deste blogue

God Bless America...

Sem mais comentários!!!
Boa semana para todos.

A Cunha, o Arranjinho e o Amiguismo...

E na hora do café dá para isto ...(ler o jornal)

"(...) é crucial que todos tenhamos consciência — a começar pelo ministro das Finanças — de que o país necessita de estabelecer rapidamente um ring-fencing absoluto entre a política e o futebol.
A razão é óbvia: existe uma altíssima probabilidade de os negócios da bola envolverem dinheiro sujo e operações ilegais.

Qualquer pessoa que acompanhe o futebol português com um módico de atenção sabe que nem Luís Filipe Vieira, nem Bruno de Carvalho, nem Pinto de Costa são personagens recomendáveis. As instituições a que presidem merecem todo o respeito institucional, mas as suspeitas que recaem, ou recaíram, sobre eles deveriam obrigar todos os políticos eleitos a manterem-se à distância.
(...) Luís Filipe Vieira recebe zero euros de ordenado do Benfica, cargo que ocupa há 14 anos. A sua justificação: “O lugar de presidente do Benfica não é um cargo, mas sim uma missão que deve ser desempenhada em regime de voluntariado.” Explicação linda —…