O tempo passa rápido...

















Vê-las crescer assim tão rápido, às vezes, dá-me um aperto no coração.

Comentários

  1. Permita-me, Ricardo, dizer que vê-las crescer será, isso sim, uma alegria sem tamanho.
    Compreendo esse "aperto no coração" que será, creio, um sentimento positivo.

    Abraço, amigo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, António, mas é um "cocktail" de sentimentos.

      Abraço, amigo.

      Eliminar
  2. Na passado sábado fui a Hong Kong visitar a Universidade onde está a estudar a minha filha Catarina.
    Aquele bebé gorduchinha, que nasceu ontem no Hospital Conde de São Januário, é hoje uma mulher linda e uma caloira.
    Anda depressa?
    À velocidade da luz!!
    Aquele abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parece uma corrida de 100 metros, Pedro.

      Aquele Abraço.

      Eliminar
  3. Compreendo e eu que o diga, mas há que saber todos os bocadinhos em família. Agora tenho a dose dos netos e aproveito tudo ao segundo...porque mais dia, menos dias já são gente crescida e com as suas vidas.

    A vida é isso mesmo Ricardo com uma porta giratória que não pára!

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fatyly, gostei da expressão de que a vida é «uma porta giratória que não pára!».

      Beijos.

      Eliminar

Enviar um comentário

Dixit...

Mensagens populares deste blogue

CARTA ABERTA AO JEROEN DIJLESBOING (ou lá como é...)

Deus cria a mãe