Dia Mundial da Criança...



Pequenina


És pequenina e ris ... A boca breve 
É um pequeno idílio cor-de-rosa ... 
Haste de lírio frágil e mimosa! 
Cofre de beijos feito sonho e neve! 

Doce quimera que a nossa alma deve 
Ao Céu que assim te faz tão graciosa! 
Que nesta vida amarga e tormentosa 
Te fez nascer como um perfume leve! 

O ver o teu olhar faz bem à gente ... 
E cheira e sabe, a nossa boca, a flores 
Quando o teu nome diz, suavemente ... 

Pequenina que a Mãe de Deus sonhou, 
Que ela afaste de ti aquelas dores 
Que fizeram de mim isto que sou! 


Florbela Espanca, in "Livro de Mágoas"
 


(Foto das minhas filhas em Berlim)



Comentários

  1. Um poema muito triste...mas em contrapartida digo-te que tens 3 filhas lindas e bem dispostas:) e como cresceram:)

    Beijos para elas e para vós pais

    ResponderEliminar
  2. Um grande abraço para o pai, beijinhos para as princesas e a mãe.

    ResponderEliminar
  3. Aquele abraço, votos de bfds para si e as princesas

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Dixit...