Avançar para o conteúdo principal

Basta....

Sobre a Greve dos Estivadores no Porto de Lisboa, apenas dois pontos:

1 - As autoridades de Saúde da Madeira alertaram que os medicamentos para hemodiálise só dão para três semanas, o Governo regional já teve de recorrer à Força Aérea.

2 - A Madeira precisa, por mês, de seis a sete toneladas de fármacos de grande consumo - a grande maioria é utilizada na hemodiálise.

Entretanto os "pulhas" dos estivadores andam a brincar às greves há dois anos e meio, repito, dois anos e meio no Porto de Lisboa.

No final da última semana soube-se que não havia garantias de transporte para as 16 toneladas de medicamentos que se encontram em Lisboa prontas para embarcar com destino ao porto do Caniçal, na Madeira.

Depois que venham a cretina Catarina do BE e o idiota do Jerónimo falar no "direito dos trabalhadores" e o direito à saúde consagrado constitucionalmente no seu artigo 64º onde fica?

Bom dia e bom feriado a todos!!!

Comentários

  1. Ensinaram-me que os meus direitos acabam onde começam os direitos de outros, Ricardo.
    Parece que esse ensinamento não foi partilhado por todos.
    Aquele abraço, bom feriado, bfds para si e as princesas.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Dixit...

Mensagens populares deste blogue

God Bless America...

Sem mais comentários!!!
Boa semana para todos.

A Cunha, o Arranjinho e o Amiguismo...

E na hora do café dá para isto ...(ler o jornal)

"(...) é crucial que todos tenhamos consciência — a começar pelo ministro das Finanças — de que o país necessita de estabelecer rapidamente um ring-fencing absoluto entre a política e o futebol.
A razão é óbvia: existe uma altíssima probabilidade de os negócios da bola envolverem dinheiro sujo e operações ilegais.

Qualquer pessoa que acompanhe o futebol português com um módico de atenção sabe que nem Luís Filipe Vieira, nem Bruno de Carvalho, nem Pinto de Costa são personagens recomendáveis. As instituições a que presidem merecem todo o respeito institucional, mas as suspeitas que recaem, ou recaíram, sobre eles deveriam obrigar todos os políticos eleitos a manterem-se à distância.
(...) Luís Filipe Vieira recebe zero euros de ordenado do Benfica, cargo que ocupa há 14 anos. A sua justificação: “O lugar de presidente do Benfica não é um cargo, mas sim uma missão que deve ser desempenhada em regime de voluntariado.” Explicação linda —…