E se a estupidez pagasse imposto?

E se a estupidez pagasse imposto?

E se a cretinice e o desrespeito pela religião de cada qual pagasse taxa?

Julgo que nem assim o Bloco de Esquerda principal apoiante do Governo da Geringonça deixaria de ter estas tiradas infelizes, desrespeitosas tentando nos arrebanhar para as suas "causas estruturantes" como sejam a da adopção por casais homossexuais ou da morte assistida.


Pensar pela própria cabeça é algo que me orgulho de fazer, nunca fui "doutrinado" num qualquer partido, tenho a minha fé cristã/católica, acredito em valores como os da família e procuro ser honesto, primeiro comigo mesmo para que o possa ser para com os outros, disponível para ajudar no que esteja ao meu alcance, sem dogmas ou tabus.





O tema do casamento e da adopção por casais do mesmo sexo não me choca,choca-me, isso sim, esta forma torpe que o Bloco de Esquerda tenta passar a sua mensagem, um partido cheio de ressabiados e arruaceiros, desde o tempo em que Louçã para ir para a Assembleia da República se sujeitou a viver em Dona Maria (Concelho de Sintra) e depois...perdeu, perdeu e deixou de falar com o povo daquela localidade.

A demagogia que emana da boca das Catarinas, Marisas, das gémeas Mortágua, outrora, da Drago e da Joana Amaral Dias não combinam comigo, com a minha forma de encarar a vida.

Citando uma passagem da Bíblia, mais concretamente, Lucas 23:34, «Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem.».

Bom fim de semana a todos.

Comentários

  1. Claramente a intenção foi provocar.
    Sem ter qualquer problema em ofender.
    Não tenho paciência para gente estúpida e que não merece atenção, Ricardo.
    Aquele abraço, boa semana para si e as suas mais que tudo.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Dixit...