O Comité Central calado é um poeta...



A reacção do Partido Comunista Português (PCP) aos resultados das eleições presidenciais é, no mínimo, vergonhosa. Desde logo, porque Edgar Silva não o merece - embora não comungue das suas ideias políticas, aliás, estou nos antípodas das mesmas - reconheço o seu importante trabalho em prol da comunidade, particularmente, a madeirense.

Edgar Silva não tem culpa do PCP não o ter dado a conhecer à opinião pública nacional, talvez por andar o mesmo PCP "distraído" a redigir o Caderno de Encargos para o 21º Governo Constitucional liderado pelo Camarada Costa.


Por outro lado, como é seu hábito, o PCP menorizou Marisa Matias ao afirmar que a mesma tinha tido a votação que teve 10,2% porque era uma mulher bonita e foi por isso que, repito, 10,2% dos votantes a preferiram em detrimento de Edgar Silva. Que falta de respeito para com as mulheres portuguesas teve o PCP!!!

Que falta de respeito com os eleitores que votaram em Marisa Matias tem esse baluarte da democracia que é o PCP!!!
Jerónimo de Sousa - ou que lhe escreveu o discurso de derrota/vitória - devia levar com um toalha molhada nas "trombas" só por esta alarvidade que disse.

O PCP, no ridículo do costume, não (pre)viu que valia pouco e que os portugueses estão fartos daquela forma de fazer política, sempre contra o mundo, sem procurar "pontes", sempre contra qualquer coisa.

Resta afirmar que aqueles 52% que votaram em Marcelo Rebelo de Sousa não são mentecaptos, exerceram o seu dever de votar (livremente) em quem acham ser o melhores candidato fosse ele bonito ou feio, gordo ou magro, velho ou novo, homem ou mulher, chamasse-se Marcelo ou Marisa, Vitorino ou Maria de Belém.

Mais uma vez o PCP perdeu uma oportunidade de ouro para estar...calado.


Comentários

  1. Uma reacção canalha, Ricardo.
    Como é que esta malta se vai entender naquela arranjinho pós-eleitoral??
    Acredito tanto nessa possibilidade como na existência do Pai Natal!!
    Aquele abraço

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Dixit...