Submissão ou...um livro profético?





«Paris, 2022: François, investigador universitário, cumpre desapaixonadamente o ofício do ensino enquanto leva uma vida calma e impermeável a grandes dramas, uma rotina de quarentão apenas ocasionalmente inflamada pelos relacionamentos passageiros com mulheres cada vez mais jovens. É também com indiferença que vai acompanhando os acontecimentos políticos do seu país.

Às portas das eleições presidenciais, França está dividida. O recém-criado partido da Fraternidade Muçulmana conquista cada vez mais simpatizantes, graças ao seu carismático líder, numa disputa directa com a Frente Nacional. O país obcecado por reality shows e celebridades acorda por fim e toma de assalto as ruas de Paris: somam-se os tumultos, os carros incendiados, as mesas de voto destruídas.


Afastado da universidade pela nova direcção, deprimido, François retira-se no campo, onde espera deixar de sentir as ondas de choque da capital. Regressa a Paris poucos dias depois do desfecho eleitoral e encontra um país que já não reconhece. É tempo de questionar-se sobre se deve e pode submeter-se à nova ordem.»

in " Submissão", Michel Houellebecq

Livro profético... (recomendo a leitura, à venda nas melhores livrarias por mais ou menos 15€).

Bom dia...

Comentários

  1. Aceito a sugestão de bom grado.
    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  2. Não conheço o autor nem o livro, Ricardo. Pelo excerto aqui deixado, tomara que não seja profecia nem previsão, Apenas pura e simples ficção, baseada na crua realidade. Mas submissão? Acho que François não se irá submeter...ou não fosse ele meu homónimo!! :)

    Beijinhos!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Dixit...

Mensagens populares deste blogue

CARTA ABERTA AO JEROEN DIJLESBOING (ou lá como é...)

Deus cria a mãe