As cartas de amor são ridículas, mas...esta não é uma carta de amor.

Já escrevia o grande Fernando Pessoa que todas as cartas de amor são ridículas, porque nos expomos, porque mostramos o lado mais intimo que guardamos em nós.

Esta não é uma carta de amor, pelo menos, não tenho tal pretensão é, tão só, o testemunho do que sinto por aquela que é minha companheira de jornada desde há 17 anos. 

Hoje completam-se 15 anos desde o dia em que oficialmente estamos casados, quer civil, quer religiosamente, e sinto que os anos voaram por nós sem termos dado conta...

Temos três raparigas (como sempre imaginamos ter) e, julgo eu, temos o aquilo que, presunçosamente, julgo faltar a alguns entendemos os nossos "sinais".

Amo-te mais e mais a cada dia que passa por nós, C.!

As cartas de amor são ridículas, mas...esta não é uma carta de amor.




RSM

Setembro de 2015

Comentários

  1. Esta é uma linda carta de Amor e não é ridícula...nenhuma o é, Ricardo!

    Coisas de Pessoa...:)

    Parabéns a ambos por este dia e que continuem a entender sempre e em qualquer circunstância os vossos 'sinais'.

    Beijinho

    Janita

    ResponderEliminar
  2. Esta é uma carta de amor lindíssima.
    Parabéns e um beijinho para os dois.
    Gábi

    ResponderEliminar
  3. Nunca deixes essa tua faceta linda e comovente e que ambos sejam muito felizes na companhia das vossas meninas!

    Beijos a todos

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Dixit...