Já somos dois a pensar o mesmo...


Quem bem fala o senhor...

"(...)os cidadãos europeus têm o direito de esperar que as mudanças na política grega não sejam feitas à sua custa"

Sigmar Gabriel, Ministro da Economia alemão

Comentários

  1. Não penso dessa forma e acredito que não será, por vezes surgem "casos na história" que as soluções do "mal dos povos" surgem de onde menos esperamos. Para já respeito totalmente a vontade expressa do povo grego!

    Preocupa-me muito o rumo desta (des)União Europeia que não funciona em nada e à custa de uma dívida que não fiz até tenho medo de vir aqui e ou abrir a tv e dar de caras com um caso de corrupção de milhões, porque tem sido uma constante!!!!

    Outra coisa, foi rápida a formação do novo governo grego onde o povo escolhe os deputados. Por cá e referindo-me para já à Madeira, só em Março (tanto tempo para quê?-pois é de lei, eu sei) é que vai haver eleições, certo? Até lá o ex-governo ficará em auto-gestão com poder decisório apenas na "coisa pública" e oxalá que não apareçam "brindes, tachos, promoções e outros ões"!

    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Começando pelo fim, o Governo de Gestão está, por lei, impedido de promover, abrir concursos públicos, entre outras coisas.

      Quanto às "Regionais" apenas é cumprido o que está previsto na Constituição da República e na Lei Eleitoral, querida amiga.

      Quanto ao resultado das eleições gregas ninguém coloca em causa, porém, não devemos confundir isso com um perdão de divida ou incumprimento da mesma.

      Beijinho.

      Eliminar
    2. Obrigado pelo esclarecimento no que toca ao "Governo de Gestão e às Regionais", mas oxalá que não surjam casos estranhos...enfim!

      Claro que sim meu amigo, e volto a dizer que acredito que não vai haver pedido para o perdão de dívida e ou incumprimento da mesma.
      Ricardo eu não sou economista e muito menos política...mas o aperto ou ajuste ou o raio que os parta que ocorreu em Portugal---melhorou o país? Porque cederam tanto sem pensarem no que seria melhor? Onde está a verdadeira reforma do Estado, o emprego etc. que esta garotada (desculpa o termo) prometeu nas campanhas?
      Setecentos mil desempregados - os inscritos no CE, como é óbvio e a taxa baixou porque estão a fazer cursos da treta. Quase, se é que já não ultrapassou, três milhões de portugueses na miséria, a malta nova dá à sola e faz muito bem, como é que se irá dar a volta a isto? Com a bazuka Draghi (até nisto usam um nome de uma arma bélica, possas) irá originar uns trocos a mais no meu bolso e mais uma vez...injecção no capitalismo?

      Acho que tu és muito explicativo e sucinto e tenho pena é que não me dês mais lições sobre como, quando, como e porquê? Acredita que tenho aprendido bastante com o que já nos dás por aqui, mas acima de tudo...está a tua vida além deste ecrã.

      Beijocas e desculpa!

      Eliminar
  2. Não vai haver perdão de dívida.
    Haverá renegociação?
    Acredito que sim.
    Afectará terceiros?
    Também acredito que sim.
    Para o bem e para o mal.

    Aquele abraço, votos de bfds para si e família

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mais uma renegociação, Pedro. :(

      Aquele abraço, votos de bfds para si e suas mais que tudo.

      Eliminar

Enviar um comentário

Dixit...

Mensagens populares deste blogue

CARTA ABERTA AO JEROEN DIJLESBOING (ou lá como é...)

Deus cria a mãe