Boa semana...

Lembram-se de ter estudado, em Economia Política, o economista Joseph Schumpeter, um dos mais brilhantes do século XX, pois bem o nosso (des)Governo da República da Treta, alicerçado nos fabulosos e ininteligíveis conhecimentos da troika e de alguns génios nacionais (com Camilo "Lambe-Botas" Lourenço à cabeça, acreditou que a "destruição criativa" de Schumpeter era a boa notícia que deveria partilhar com todos os portugueses.

Vai dai, três anos após este empirismo daquelas sumidades (todos eles Prémios Nobel da Nabiçe), temos o resultado desse maravilhoso (des)caminho traçado primeiro por Gaspar (premiado com um tacho no FMI), agora por Maria Luís, sem esquecer o inefável Moedas (com o prémio de Comissário Europeu), está espelhado na proposta de Orçamento Rectificativo, apresentada na quinta feira passada, o segundo do ano e o nono "Rectificativo" da Legislatura.

A maravilhosa "destruição criativa", cantada ao som da 5ª Sinfonia de Beethoven, transformou-se numa "destruição destruidora", pois, o movimento revolucionário que foi encetado pelo (des)Governo Português e pela troika (tem costas largas estes moços) teve o efeito de "bomba atómica", isto é, destruiu empresas, destruiu famílias, destruiu Instituições, destruiu conquistas, mas e, acima de tudo, destruiu PESSOAS, destruiu a esperança, destruiu sonhos, o sorriso e a alegria de viver das PESSOAS que em nada contribuíram para o descalabro do BPN, do BPP e do BES.

Tenham uma boa semana, meus amigos, eu estou com azia e assim continuarei, pelo menos, mais uns dias.

Comentários

  1. Se acreditar só vou estragar.
    É o que temos, Ricardo.

    ResponderEliminar
  2. Gostava tanto de discordar, Ricardo.
    Infelizmente, se o fizesse, estava a mentir.
    Aquele abraço

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Dixit...

Mensagens populares deste blogue

CARTA ABERTA AO JEROEN DIJLESBOING (ou lá como é...)

Deus cria a mãe