E que tal se fizessem silêncio?

A pergunta aplica-se Machete, a Carvalho e a outros, tantos, que falam de mais e fazem de menos, mas vamos ao que interessa:

1 - Na 6ª feira passada, um dia bonito por sinal, foi dado a conhecer o relatório da "Moody´s", com implicações directas nos juros da divida soberana, um relatório muito favorável e elogioso para Portugal. 

Ora, lá "das Índias" o ex-Presidente da FLAD e, por ora, MNE de Portugal com aquela atracção vertiginosa para o disparate - ao invés, de realçar os méritos dos esforços do povo português, que não dele - veio dizer esta pérola, mais uma, «Portugal só evita um 2º resgate se os juros a 10 anos estiverem a 4,5% ou menos», eh pá, Machete cala-te um bocadinho, pá, vai contar o dinheirinho que ganhaste com o BPN e cala-te, pá.

Por favor, sr. 1º Ministro, chame este homem à razão, sei lá, dando-lhe um par de tabefes ou um medicamento potente que o deixe sedado até, pelo menos, à saída da "troika" do nosso País, essa é uma missão patriótica que V.Exª tem e é algo que deve a todos os portugueses, ou então siga a via mais fácil e demita o homem (antes do pagamento do Subsídio de Férias/Natal).

2 - Sábado à noite, casa cheia (a minha) com os do costume a assistirem a mais um "derby", toda a gente revistada à entrada por cão (cadela) e três crianças, entraram todos, tudo gente 5* e lá a minha casa se encheu de mais sportinguistas que benfiquistas para ver o jogo, acompanhando o jantar (um maravilhoso bacalhau com natas, feito pela sportinguista e dona da casa) regado a preceito (com vinhos escolhidos pelo benfiquista e dono da casa) e um ambiente fantástico.

Um jogo emocionante, com muitos golos, com incerteza no resultado e com...o resultado do costume, isto é, a vitória do Benfica!

Despeço-me dos amigos dizendo que voltem sempre para assistir a mais um vitória do "Glorioso", tudo pacifico eis senão quando dou "de caras" com as declarações do "homem do bagaço" e do "rapaz do Porto da Cruz" a afirmarem que perderam por culpa do árbitro, um clássico, é difícil admitir que não tem, actualmente, a dimensão futebolística de Benfica e Porto? Será que em 10 semanas passaram de humildes a fanfarrões? Será que não se aperceberam que dos três "clássicos" realizados perderam dois e empataram um (em casa)?
Enfim, gostei a triplicar porque o Benfica venceu também em futsal e em rugby, enfim nunca nos cansamos de vencer ao Sporting!

3 - Triste e preocupado com os familiares que tenho na Venezuela, país onde já é Natal e não há papel para "limpar o rabo", preocupado porque muitos deles já são pessoas idosas com necessidades próprias da idade e que as notícias que de lá chegam não são animadoras. É nestas alturas que me apetece perguntar a Maduro: "E por que no te callas?"

Boa semana, amigos!

Comentários

  1. Ricardo,
    Essa pergunta que Juan Carlos fez a Chávez, cara a cara, faz cada vez mais sentido.
    Há pessoas que falam, falam, falam, ......que dá a sensação que gostam de se ouvir a eles próprios.
    E que só abrem a boca para deixar sair.....disparate.
    Repito o que comentei aqui há dias - é que já nem mosca entra!

    O dérbi foi um grande jogo.
    Teve erros?
    Teve.
    Dos jogadores, das equipas técnicas, da equipa de arbitragem.
    Não é isso tudo que faz parte do futebol?
    Está a ver porque é que eu nunca alinho nas conversas sobre erros da arbitragem?
    Acontecem, são erros como outros quaisquer.
    Foram maiores os erros do árbitro ou o erro do Rui Patrício?
    Nem é preciso responder, pois não?
    Aquele abraço!!

    ResponderEliminar
  2. Meu amigo, será possível que ninguém os cale de vez?

    Quanto ao " derby ", não comento :))

    beijinho

    ResponderEliminar
  3. Quanto a Machete e Maduro dizes tudo e mais palavras para quê? Um completamente senil e outro vindo de não sei onde sem conhecer a realidade do país.

    Quanto ao derby não vi, mas fiquei muito feliz porque à custa dele muitos familiares e amigos se juntaram e não será isso uma forma do espírito de Natal? Ora bem...

    Quanto ao dito da Venezuela, meu amigo quando o fanatismo/radicalismo no quer que seja é uma arma para assegurar os "tachos" e nada como manter na "mentira" um povo que assim se desvia da própria realidade. Claro que para quem tem familiares e ou amigos como eu tenho fico preocupada e infelizmente não é só naquele país!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Dixit...