Vergonha ou...falta dela!


A nossa versão, portuguesa e futebolística, de Christopher Lee (aquele que, tão bem, personificou o Conde Drácula) "atirou-se", ontem, contra a arbitragem do seu jogo contra Estoril e contra Jorge Jesus, mas vamos por partes:

1 - O Sr. Fonseca, ridículo como só ele sabe ser, não viu a falta e respectivo cartão vermelho praticada pelo seu jogador Otamendi, logo aos 10 minutos.

2 - O Sr. Fonseca, não viu ou não quis ver os roubos de "Catedral" ocorridos quer em Alvalade, quer em Guimarães onde os Xistras e os Esteves da nossa arbitragem tudo fizeram para que, respectivamente, Sporting e Benfica não vencessem e, se possível, perdessem.

3 - O Sr. Fonseca, ex-técnico do Paços de Ferreira, quando o FC Porto foi beneficiado, no último e decisivo jogo do campeonato na Mata Real, com um penalti inexistente calou-se, já para não falar no jogo de Setúbal, esta época.

Enfim, o Sr. Fonseca, aprendiz de feiticeiro, deveria pensar antes de falar e reflectir nos jogos da sua equipa, deveria deixar Jorge Jesus em paz porque, mais uma vez, o Benfica tem sido tudo menos beneficiado pela arbitragem até à presente data.

Resta dizer, que em matéria de "porcaria" tudo se mantém na mesma no triste e desgraçado futebol nacional!!!

Boa semana, amigos (que gostam de futebol), e prometo-vos não falar mais de futebol até...ao ano novo!

Comentários

  1. Apesar de não gostar de futebol, gosto de ler "os meandros da bola" e já agora uma coisa que não percebi (obrigo-te a falar hehehe) Que fanico foi aquele do Jesus com aquele adepto? Jesus, agora sujeito a uma penalização, foi em sua defesa ou foi ao ataque? Já estive a ler e acreditas que não percebi nada?

    ResponderEliminar
  2. Penso que se pode/deve falar do que quer que seja. Assim o entendamos e queiramos.

    Esta situação, em que Paulo Fonseca parece ser uma sombra do que era ao serviço do Paços de Ferreira, leva-nos a pensar - eu penso - que postura de Pinto da Costa passa por transformar quem por lá passa .

    Paulo Fonseca sofreu uma tal lavagem cerebral que esqueceu tudo para trás. Até que já tinha sido prejudicado contra o FCP.
    A sua missão, dá a entender que a principal, é disparar contra o Benfica.
    Tem as costas quentes, vá lá de dizer ... coisas. Que lhe ficam mal e que o colocam num cenário de insanidade.

    Algo de novo neste cenário? Nada. A nãos er que as palavras e as atitudes mudaram de voz.

    Aquele abraço, amigo, e boa semana.

    ResponderEliminar
  3. Só acrescento uma coisa ao que comentei consigo no Facebook, Ricardo.
    Porque não sou de ouvir e calar, ou, como diz o meu pai, de arcas encoiradas.
    Se o Benfica tivesse sofrido um golo num penalti inexistente, outra em fora de jogo, depois do que aconteceu ao Sporting, conseguindo o Porto ganhar pontos aos dois, tínhamos choradeira para os próximos três anos.

    Dominem o troglodita do treinador do Benfica (será castigado como foram o Hulk e o Sapunaru?) e deixem lá a casa dos outros em paz.

    Aquele abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pedro, amigo, por razões por si conhecidas só agora respondo!

      Porém, diria que o Pedro Proença já repôs a "justiça" clamada pelo, para mim, decepcionante Paulo Fonseca.

      Amigo, prometi a mim mesmo que, este ano, não me chatearia com ninguém por causa do futebol e é isso que farei, particularmente, com aqueles que considero meus amigos!

      Abraço, Pedro!

      Eliminar
    2. Idem, aspas, Ricardo.
      Confesso que a bola, e as polémicas em volta do tema, já aborrecem.
      Há tanta coisa interessante para falar e a gente a perder tempo com bola?
      Dêem uma pancada nos franceses!!!
      Aquele abraço!!

      Eliminar

Enviar um comentário

Dixit...

Mensagens populares deste blogue

CARTA ABERTA AO JEROEN DIJLESBOING (ou lá como é...)

Deus cria a mãe