Vergonha ou...falta dela!


A nossa versão, portuguesa e futebolística, de Christopher Lee (aquele que, tão bem, personificou o Conde Drácula) "atirou-se", ontem, contra a arbitragem do seu jogo contra Estoril e contra Jorge Jesus, mas vamos por partes:

1 - O Sr. Fonseca, ridículo como só ele sabe ser, não viu a falta e respectivo cartão vermelho praticada pelo seu jogador Otamendi, logo aos 10 minutos.

2 - O Sr. Fonseca, não viu ou não quis ver os roubos de "Catedral" ocorridos quer em Alvalade, quer em Guimarães onde os Xistras e os Esteves da nossa arbitragem tudo fizeram para que, respectivamente, Sporting e Benfica não vencessem e, se possível, perdessem.

3 - O Sr. Fonseca, ex-técnico do Paços de Ferreira, quando o FC Porto foi beneficiado, no último e decisivo jogo do campeonato na Mata Real, com um penalti inexistente calou-se, já para não falar no jogo de Setúbal, esta época.

Enfim, o Sr. Fonseca, aprendiz de feiticeiro, deveria pensar antes de falar e reflectir nos jogos da sua equipa, deveria deixar Jorge Jesus em paz porque, mais uma vez, o Benfica tem sido tudo menos beneficiado pela arbitragem até à presente data.

Resta dizer, que em matéria de "porcaria" tudo se mantém na mesma no triste e desgraçado futebol nacional!!!

Boa semana, amigos (que gostam de futebol), e prometo-vos não falar mais de futebol até...ao ano novo!

Comentários

  1. Apesar de não gostar de futebol, gosto de ler "os meandros da bola" e já agora uma coisa que não percebi (obrigo-te a falar hehehe) Que fanico foi aquele do Jesus com aquele adepto? Jesus, agora sujeito a uma penalização, foi em sua defesa ou foi ao ataque? Já estive a ler e acreditas que não percebi nada?

    ResponderEliminar
  2. Penso que se pode/deve falar do que quer que seja. Assim o entendamos e queiramos.

    Esta situação, em que Paulo Fonseca parece ser uma sombra do que era ao serviço do Paços de Ferreira, leva-nos a pensar - eu penso - que postura de Pinto da Costa passa por transformar quem por lá passa .

    Paulo Fonseca sofreu uma tal lavagem cerebral que esqueceu tudo para trás. Até que já tinha sido prejudicado contra o FCP.
    A sua missão, dá a entender que a principal, é disparar contra o Benfica.
    Tem as costas quentes, vá lá de dizer ... coisas. Que lhe ficam mal e que o colocam num cenário de insanidade.

    Algo de novo neste cenário? Nada. A nãos er que as palavras e as atitudes mudaram de voz.

    Aquele abraço, amigo, e boa semana.

    ResponderEliminar
  3. Só acrescento uma coisa ao que comentei consigo no Facebook, Ricardo.
    Porque não sou de ouvir e calar, ou, como diz o meu pai, de arcas encoiradas.
    Se o Benfica tivesse sofrido um golo num penalti inexistente, outra em fora de jogo, depois do que aconteceu ao Sporting, conseguindo o Porto ganhar pontos aos dois, tínhamos choradeira para os próximos três anos.

    Dominem o troglodita do treinador do Benfica (será castigado como foram o Hulk e o Sapunaru?) e deixem lá a casa dos outros em paz.

    Aquele abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pedro, amigo, por razões por si conhecidas só agora respondo!

      Porém, diria que o Pedro Proença já repôs a "justiça" clamada pelo, para mim, decepcionante Paulo Fonseca.

      Amigo, prometi a mim mesmo que, este ano, não me chatearia com ninguém por causa do futebol e é isso que farei, particularmente, com aqueles que considero meus amigos!

      Abraço, Pedro!

      Eliminar
    2. Idem, aspas, Ricardo.
      Confesso que a bola, e as polémicas em volta do tema, já aborrecem.
      Há tanta coisa interessante para falar e a gente a perder tempo com bola?
      Dêem uma pancada nos franceses!!!
      Aquele abraço!!

      Eliminar

Enviar um comentário

Dixit...