Sobre juras de Amor...

Ouvi, ontem, atentamente a loooooooooooooooooooooonnnnnnnnnnnnnnga conferência de imprensa de Paulo Portas (talvez, contaminado por V.Gaspar) e retive o seguinte da dita...

"No plano fiscal, a maioria deve estabelecer um calendário e objectivos firmes, para, após a reforma do IRC, iniciar, ainda nesta legislatura, o desagravamento fiscal em sede de IRS", defendeu Paulo Portas.

Paulo Portas disse que o CDS-PP foi "obrigado a governar contra as suas convicções" nas medidas do Orçamento do Estado para 2013, o que "causou e causa justificada decepção no eleitorado da maioria"

Agora, digo eu, pois, mas e soluções palpáveis (reais)?

É que essa história de que somos diferentes já não "cola" no vosso eleitorado tradicional, amigo Paulo, e o passo em frente pela "classe média" é para quando.

Enfim, talvez por cansaço (a necessitar de férias urgentemente) é que já não me deixo "embalar" em ...promessas, vá, hoje estou condescendente!

E V.Exªs um Bom dia!

Comentários

  1. Há juras de amor… e juras de amor! Nem em todas se deve acreditar.

    ResponderEliminar
  2. Coisas a evitar, Ricardo.
    O meu amigo já deveria estar vacinado contra essas baboseiras mentais.

    Bom dia para si.
    Abraço

    ResponderEliminar
  3. Já começam a vender o peixe...e parvo é o povo que acreditou e ainda acredita no actual executivo.

    Claro que o IRS irá baixar...com mais desempregados, mortes, e emigração.

    Paroles...paroles!!!!

    Bom fim de tarde para ti e todos os teus.

    Beijos

    ResponderEliminar
  4. Ricardo,
    O Paulo Portas é um tipo....curioso (também estou bem disposto).
    Está com um pé no governo, outro na oposição ao governo, do qual ele faz parte, mas apenas porque é obrigado a isso, por dever patriótico, porque ele até nem gosta do governo do qual faz parte.
    E eu sei que ele sabe que eu sei que é assim.
    Aquele abraço!!!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Dixit...