Impossível ficar indiferente ao que se passa...

Na Síria, onde há já largos meses - não se pense que os bombardeamentos começaram agora - os opositores ao regime déspota de Bashar al-Assad são esmagados de forma barbara e atroz,  e tudo com beneplácito do CS da ONU (que eu interrogo-me se existe!!!), nomeadamente da China e da Rússia.

Num tempo em que o Mundo apresenta várias convulsões quer ao nível social, quer ao nível económico, quer, ainda, politico a vida não está fácil para os sírios. Com efeito, as  forças militares empenhadas na repressão aos sírios que ousam manifestar-se contra o seu regime. Seguindo ordens dadas "ao mais alto nível", estas unidades têm assassinado mulheres e crianças, bombardeado áreas residenciais e torturado feridos em camas de hospitais, conforme denuncia a ONU nas conclusões de uma investigação pedida pelo Conselho dos Direitos Humanos daquela organização.

Segundo o jornal Público de hoje «De acordo com as Nações Unidas, é o Gabinete de Segurança Nacional do Partido Baas que traduz as políticas do Governo nas operações militares que têm conduzido às detenções e mortes de civis. No "centro de quase todas as operações" estão as quatro agências que reportam directamente a Assad - Secreta Militar, Secreta da Força Aérea, Direcção-Geral de Serviços Secretos e Direcção de Segurança Policial. A comissão juntou ao relatório uma lista com os nomes dos responsáveis que podem vir a ser acusados de crimes contra a humanidade.».

Eu pergunto, por quanto tempo mais deixarão que a chacina continue?

Uma vergonha e um nojo esse Conselho de Segurança da ONU!!!

Comentários

  1. O Conselho de Segurança das Nações Unidas nasceu mas não para todos.
    Funciona, também ele, por interesses.

    Abraço e bom fim de semana, Amigo.

    ResponderEliminar
  2. Chamava-se a isto soft law, Ricardo.
    Eu chamo-lhe suprema inutilidade.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Dixit...

Mensagens populares deste blogue

CARTA ABERTA AO JEROEN DIJLESBOING (ou lá como é...)

Deus cria a mãe