A história de um miúdo...com sorte!


Thomas Buergenthal, que agora é Juiz no Tribunal Internacional dos Direitos do Homem, em Haia, conta as suas mirabolantes histórias de uma infância atribulada desde o dia em que entrou em Auschwitz, com apenas 10 de idade, e ali permaneceu durante anos sobrevivendo a dois ghettos e a um "campo de trabalho".

Thomas foi separado, primeiro, de sua mãe e do seu pai, e conseguiu com alguns golpes de sorte sobreviver. Dois anos após o final da II Guerra Mundial, Buergenthal, miraculosamente, reencontro a sua mãe e em 1951 chegou aos Estados Unidos para começar uma nova vida.

Hoje em dia, Buergenthal dedica-se, através das suas funções de Juiz a combater criminosos de guerra e não só.
Este livro está escrito, em meu entender, com a clareza e simplicidade de quem sofreu na pele as atrocidades da guerra infligidas pelos Nazis. 

A LUCKY CHILD é, mais uma vez, no meu entender, um livro que deveria ser lido por todos.
Está à venda na FNAC por apenas 5€ bem empregues, acrescento eu.

Comentários

  1. Então o Ricardo anda a ler estas coisas e perde os grandes clássicos - o livro do pedófilo, a vida do Futre, da Carolina "salgada", do Pinto da Costa?
    Imperdoável!! :)))
    Aquele abraço e votos de boa semana!!

    ResponderEliminar
  2. Pois é, Pedro, é que eu sou um tipo fútil e, como tal, sou dado a ler estas banalidades!!! :DDD

    Abraço e boa semana!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Dixit...