Feliz Dia dos Namorados


in The New Yorker


Feliz dia dos namorados para todos, embora eu seja da opinião que dia dos namorados são todos os dias que estamos com a pessoa que amamos, que nos atura as birras e paranóias, que nos vê acordar despenteados e com um bafo a sair da boca que não é propriamente o mais agradável, enfim, aquela pessoa que ri e chora connosco com as nossas vitórias e derrotas.

Amem e deixem-se amar, este é o meu lema!

Comentários

  1. Posso acrescentar uma coisa?

    E façam favor de ser felizes.

    Chuac!

    ResponderEliminar
  2. Ora nem mais!!
    Ainda assim, houve celebração.
    As meninas, e o namorado (custa tanto escrever isto!!) da Catarina, cozinharam o prato principal (carbonara) e fizeram uns bolinos de chocolate para sobremesa.
    Eu fiz uma entrada de fritada de milho, cogumelos e tomate, para acompanhar um presunto com azeitonas e tostas.
    Foi uma noite muito boa!!
    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  3. Começando pelo fim, cá vai:

    Pedro,

    temo tanto pelo momento em que também irei escrever o "namorado da Catarina, da Clara ou da Constança", estaremos a ficar...velhos? :D

    Então você é dos meus, isto é, gosta de cozinhar. Olhe, querido amigo, por cá o jantar a dois como convém foi eu que confeccionei e o menu foi o seguinte:

    Risotto de Queijo de Cabra, com tomilho limão (da minha própria plantação) coberto por finas fatias de presunto.

    A regar a refeição o escolhido foi um Paulo Laureano, Reserva de 2005, Tinto.

    A sobremesa ...bem isso não digo! :D

    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  4. Cacarol e Rosa Carioca,

    é um lema simples e fácil de seguir!

    Beijos

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Dixit...

Mensagens populares deste blogue

CARTA ABERTA AO JEROEN DIJLESBOING (ou lá como é...)

Deus cria a mãe